GRANDE PRÉMIO PORTIMÃO CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO - TAÇA DE PORTUGAL DE ESPERANÇAS

Integradas no programa de acontecimentos de Portimão – Cidade Europeia do Desporto e das iniciativas de comemoração do Dia Mundial da Atividade Física, disputaram as duas primeiras provas da Taça de Portugal de esperanças. Foram 100 atletas, em representação de 16 equipas, 6 SUB-23 e 9 juniores, incluindo uma equipa espanhola,  que se deslocaram a Portimão no passado fim de semana.
Estas provas, organizadas pela Federação Portuguesa de Ciclismo, para os escalões de sub-23 e juniores, têm como principal objetivo aumentar o numero de competições para o escalão sub-23, cujo calendário é bastante reduzido e simultaneamente promover o contacto dos ciclistas juniores com os seus colegas mais velhos e mais experientes, de modo a que estes comecem a percecionar os ritmos da competição no escalão que os irá aguardar, caso prossigam a sua carreira desportiva. 

A nossa escola, cujo principal objetivo é formar ciclistas, não podia deixar de aderir a esta excelente oportunidade de aprendizagem  e crescimento desportivo, tendo marcado presença com 7 atletas, numero máximo permitido pelo regulamento.

No que respeita aos dois dias de competição, a primeira etapa disputada entre Portimão e Alvor, com uma ligação de 114 km, ficou marcada pelo domínio da Sicasal/Constantinos, que demonstrou  porque razão é, de momento, a estrutura mais forte do escalão Sub-23.

A corrida iniciou-se em grande velocidade, com a primeira hora de corrida a ser percorrida à velocidade média de 44 km/h e que deixou os atletas menos bem preparados em dificuldades. Por volta dos km 50, um ataque de 10 corredores, nos quais se encontravam 4 atletas da formação de Torres Vedras, deixou o pelotão para trás e foi mantendo a distância, até que a cerca de 20 quilómetros da meta e aproveitando a superioridade numérica, 2 dos seus elementos isolaram-se e partissem para a vitória da etapa, acabando os restantes elementos da fuga, por ser alcançados pelo pelotão. 

Os atletas de Mafra, estiveram em excelente plano ao demonstrar estar à altura das exigências de uma prova disputada a mais de 40 km/h, com João Marques, atleta paraciclista sub-23, que pela primeira vez teve a oportunidade de competir em provas da Taça de Portugal, a ser o nosso melhor elemento na linha de meta, ao terminar na 25ª posição.     

A segunda prova, disputada no domingo sob condições climatéricas bastante adversas, onde a chuva e o frio não pouparam os jovens atletas, iniciou-se na zona ribeirinha de Portimão, por volt das 10h00. Com 109,9 quilómetros para percorrer, entre Portimão e a Mexilhoeira Grande e um traçado sinuoso com o piso escorregadio, a provocarem muitas quedas. Ainda assim, o ritmo da prova manteve-se bastante elevado, como comprovam os 42 km percorridos na primeira hora de corrida. Fruto dos constantes ataques, acabou por se se formar um grupo de 18 ciclistas na frente de corrida. Este grupo manteve-se coeso, levando a que a diferença fosse crescendo para o pelotão, que foi ficando cada vez mais reduzido e acabou por baixar braços, permitindo que a decisão da prova ficasse para os fugitivos. A cerca de 10 quilómetros da chegada, Francisco Marques, atleta formado na escola de ciclismo de Mafra e que este ano integra a equipa Jorbi/Crédito Agicola/Almodôvar e Daniel Silva, da Sicasal/Constantinos, iniciaram um ataque que lhes permitiu discutir a vitória entre si, com o atleta de Mafra a ser o mais forte no sprint e a conquistar a sua primeira vitória em Sub-23.

Quanto aos atletas juniores da escola de Mafra, estiveram mais uma vez em bom plano, em particular João Oliveira e Rafael Santos, que apesar de serem dos poucos juniores de primeiro ano presentes na competição, conseguiram manter-se integrados no pelotão até final, demonstrando estarem à altura das exigências da competição, deixando excelentes indicações para a volta a Loulé que vai para a estrada já no próximo dia 18.

 

Esta competição voltará para a estrada nos dias 10 e 11 de Agosto, com 2 provas a disputar na Murtosa e na Curia, respetivamente.

 

Classificações dos nosso atletas

1ª ETAPA:

25º      João Marques

37º      Rafael Santos

57º      Gonçalo Antunes

58º      João Oliveira

63º      Nuno Silva

66º      Tomás Gama

92º      Samuel Lourenço

Equipas 7º

 

2ª ETAPA:

25º          João Oliveira

27º          Rafael Santos

55º          Nuno Silva
57º          João Marques
60º          Samuel Lourenço

68º          Gonçalo Antunes

DNF    Tomás Gama

 

Equipas 5º

RANKING GERAL TAÇA DE PORTUGAL DE ESPERANÇAS: