12ª VOLTA A PORTUGAL DE CADETES

1ª ETAPA

Deu hoje início a 12ª Volta a Portugal na categoria de cadetes num percurso entre o castelo de Abrantes e o tecnopolo de Abrantes, traçado essencialmente plano com cerca de 84 km. Esta competição reuniu cerca de 150 atletas em representação de 25 equipas. 21 de Portugal, 3 Espanholas e 1 Francesa.   

Apesar do percurso não ter grandes dificuldades, o ritmo imposto e as viragens ou zonas perigosas acabaram por fazer a seleção entre os jovens atletas, tendo assim a cerca de 10 km da partida, existido a divisão do pelotão em vários grupos, com apenas um dos nossos atletas a ficar num desses grupos atrasados. 

O habitual nervosismo destes jovens atletas, originou inúmeras quedas, com o nosso atleta Tomás Mota a ser uma das vítimas, numa queda a alta velocidade, já nos últimos 5km. Ainda assim, foi possível recolar no pelotão, ficando o balanço negativo, ficado resumido a algumas mazelas.

Nesta etapa, os nossos atletas mostraram-se capazes de andar com os melhores, tendo mostrado que com esforço e dedicação tudo se consegue.

 

CLASSIFICAÇÕES 

Valentim Ferreira     11º

Francisco Silvestre   17º

Diogo Venâncio       28º

Tomás Mota             50º

Nuno Cardoso          DNF

EQUIPAS                   6º lugar

 

 

2ª ETAPA

 

Partida para a segunda etapa, num circuito em Castelo de Vide onde os atletas tinham que percorrer um total de 80,0km, em 2 voltas.

Apesar do ritmo imposto e ao contrário da primeira etapa ter sido inferior, desta vez o que marcou a diferença foram as dificuldades técnicas do percurso em estradas bastante apertadas e sinuosas, onde apenas cabia um carro e um atleta. 

O facto das estradas serem apertadas, dificultou bastante a vida dos atletas que tiveram problemas, como foi o caso do nosso atleta Valentim Ferreira, que teve uma queda, da qual saiu com algumas escoriações e quando o Tomás teve um problema mecânico, já nos últimos 2km.

Estas ocorrencias retiram-nos a possibilidade de lutar por um bom resultado coletivo e deixou-nos sem grandes ambições para a 3ª etapa.

 

CLASSIFICAÇÕES ETAPA

Francisco Silvestre  33º

Tomás Mota           58º

Diogo Venâncio     62º

Valentim Ferreira   83º

EQUIPAS ETAPA    13º lugar

 

 

3ª ETAPA

Terceira e última etapa que contou com um percurso de 70,5 km que ligou Tomar a Ourém.

Nesta etapa, o ritmo imposto na primeira subida para o prémio de montanha levou a que os atletas que mais se desgastaram nas restantes etapas passassem dificuldades.

Em relação aos nossos atletas, mais uma vez mostraram que a sua ambição os leva no caminho certo, com a tentativa de fuga do Tomás, que apesar dos percalços nas restantes etapas mostrou estar numa boa fase da época. 

Também o Francisco, atleta que veio correr connosco pertencente à equipa AE BTT Rio mostrou a sua garra e conquistou o seu lugar no pelotão. 

O Valentim devido à queda de ontem, que fez com que tivesse que se desgastar para alcançar novamente o pelotão, hoje sentiu dificuldades numa das subidas mas dando sempre luta.

Já o Diogo não estava nos seus dias e acabou por abandonar na primeira passagem pela meta. 

O balanço de mais uma Volta a Portugal de Cadetes, onde tivemos muitos azares, acabou por não ser demasiado negativo, já que iniciamos a jornada com apenas 5 atletas e ainda assim conseguimos alcançar o 12º lugar entre as 25 equipas presentes.    
O trabalho continua já esta segunda feira com a prova da Silveira, venham apoiar os nossos atletas.

 

CLASSIFICAÇÕES ETAPA

Tomás Mota             35º

Francisco Silvestre   46º

Valentim Ferreira     83º

Diogo Venâncio       DNF

EQUIPAS ETAPA       15º lugar

 

CLASSIFICAÇÕES GERAL FINAL

Francisco Silvestre     35º

Tomás Mota              42º

Valentim Ferreira      62º

 

EQUIPAS GERAL       12º lugar

 

Fotos: UVP FPC